Curiosidades Destaque

Cinco carros legais vendidos na China que não temos no Brasil

Entre os carros destaques dessa lista está um trio muito desejado pelos brasileiros: Ford Escort, VW Santana e Chevrolet Monza
Chevrolet Monza 2021 [divulgação]
Chevrolet Monza 2021 [divulgação]

Maior mercado automotivo do mundo, a China tem diversos carros construídos exclusivamente para o país. Desde variantes de modelos internacionais, até clássicos brasileiros ressuscitados (como Ford Escort, Volkswagen Santana e Chevrolet Monza).

Mas será que a China produz carros verdadeiramente legais que deixam nós brasileiros com inveja? Confira essa lista com cinco modelos interessantes feios por lá e que bem que poderiam ser vendidos no nosso país.

Ford Escort

Se a Ford traz da China o Territory, bem que poderia também importar o Escort, não? Com base da segunda geração do Focus, ele nasceu para preencher a lacuna entre o sedã médio e o New Fiesta Sedan. Contudo, hoje ele é o sedã de entrada da marca por lá. Tem acabamento sofisticado, com direito a painel digital integrado com a central multimídia.

Ford Escort 2022 [divulgação]
Ford Escort 2022 [divulgação]
O motor é um 1.5 quatro cilindros turbo de 122 cv com câmbio automático de seis marchas. Na China, o Escort é vendido nas versões Gold de 90.800 yuan (R$ 71.417), Platinum de 97.800 yuan (R$ 76.922), Diamond de 103.800 yuan (R$ 81.642) e Glory de 116.800 yuan (R$ 91.866).

Volkswagen Santana

Ainda que o Volkswagen Santana já esteja um tanto quanto antiquado na China, o nome já é algo suficiente para provocar boas memórias ao brasileiro antes dos carros. Construído sobre a mesma plataforma do Voyage, ele tem tamanho intermediário entre o sedã do Gol e do Virtus. Chegou a ser cogitado para o Brasil, mas o projeto não vingou.

Volkswagen Santana 2021 [divulgação]
Volkswagen Santana 2021 [divulgação]
Ele traz motor 1.5 aspirado em opções com transmissão manual ou automática. O preço varia entre 86.900 yuan (R$ 65.514) e 100.080 yuan (R$ 78.906). Além do Santana sedã, a Volks ainda conta com o hatch Grand Santana e o aventureiro Cross Santana, baseado na carroceria dois volumes.

Chevrolet Monza

O emblemático sedã, que já foi o carro mais vendido do Brasil, está vivo na China. O Chevrolet Monza substituiu o Cruze por lá e foi o primeiro da nova leva de modelos da GM no país. O desenho é evidentemente inspirado no Onix Plus, incluindo a grade frontal gigantesca e as lanternas traseiras com um pequeno recorte na parte inferior.

Chevrolet Monza (divulgação)

Na China ele é vendido com motor 1.0 três cilindros turbo de 125 cv ou 1.4 três cilindros turbo de 163 cv, ambos acoplados a uma transmissão automática de seis marchas. São oferecidas as versões 320T e Redline por 89.900 yuan (R$ 70.879) e RS de 117.900 yuan (R$ 92.732).

Chery Tiggo 8 2.0

Mais recente novidade entre os carros da Chery lá na China, o Tiggo 8 com motor 2.0 turbo seria a cartada final do modelo sobre o Tiguan R-Line. Atualmente o modelo da CAOA Chery e o Volkswagen disputam o título de SUV médio de 7 lugares mais vendido do Brasil. O chinês tem se dado melhor, mas o alemão tem mais potência como vantagem.

CAOA Chery Tiggo 8
CAOA Chery Tiggo 8 [divulgação]
A nova variante, recentemente introduzida na China, entrega 254 cv e 39,8 kgfm de torque. Comparando ao Tiguan, o Volks tem 220 cv e 35,7 kgfm de torque. O Tiggo 8 ainda traz transmissão automática de sete marchas que ajuda a empurrar o SUV aos 100 km/h em 7,5 segundos (6,8 no Tiguan). Já o consumo fica em 14,3 km/l na média cidade e estrada.

Toyota Levin Hybrid

Antes mesmo da atual geração do Toyota Corolla oferecer uma versão híbrida, lá na China ele há havia se eletrificado. Vendido como Corolla e como Levin, o modelo traz até hoje uma versão híbrida do tipo plug-in, mais eficiente que o Hybrid oferecido no Brasil.

Toyota Levin PHEV [divulgação]
Toyota Levin PHEV [divulgação]
Debaixo do capô ele conta com motor 1.8 quatro cilindros aspirado de 99 cv associado a um elétrico 71 cv. Segundo a Toyota, o modelo é capaz de rodar até 55 km somente na energia elétrica. E por que escolhemos o Levin PHEV e não o Corolla PHEV? Porque seu estilo mais esportivo é completamente diferente do Toyota vendido no Brasil.

>>CAOA Chery Tiggo 3X vs. VW Nivus: quem oferece mais por menos?

>>Ford pode se juntar à Citroën para não desistir de outros países

>>Toyota Corolla Cross é Corolla de verdade, mas tem poréns | Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar