Curiosidades Destaque Novidades

Encontro comemora o “Dia Nacional da Kombi”

Lançado há 60 anos, modelo da VW marcou história no cenário automotivo nacional
VW Kombi 1976 (divulgação)

Em 2 de setembro é comemorado o Dia Nacional da Kombi, e os adoradores da “Velha Senhora” que estiverem por São Paulo e arredores neste fim de semana terão a chance de ver várias delas num único lugar. É que no domingo (03) ocorre a 2ª edição do Encontro de Kombis no São Bernardo Plaza Shopping, que fica localizado na mesma cidade que produziu a van por 56 anos (1957-2013). Em 2017, o modelo completa 60 anos de história no Brasil.

Além da presença de exemplares da Kombi fabricados em diferentes épocas e versões, o evento – que começa às 10h no estacionamento do shopping, no ABC Paulista – terá também apresentação de jazz e exposição de Kombis temáticas – entre elas, uma versão curiosa que funciona como estúdio de caricaturas, além de outra utilizada como cabine para tirar fotos.

Encontro de Kombis (divulgação)

A participação é gratuita, e até o estacionamento pode sair “na faixa” – não será cobrado de quem fizer a doação de dois quilos de alimentos não perecíveis até 12h. Os alimentos arrecadados serão doados ao Fundo Social de São Bernardo do Campo, que ficará responsável por repassar às instituições assistenciais da cidade.

VW Kombi 1957 (divulgação)

Concebida em 1947 pelo holandês Ben Pon, a Kombi foi projetada como um veículo de carga com chassi monobloco e mecânica de Fusca. Três anos depois a Kombi se tornou realidade e começou a sair da linha de montagem de Wolfsburg (Alemanha), em 1950. Já sua produção no Brasil iniciou-se em 2 de setembro de 1957 na fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP).

Visualmente, em 1976 ela adotava o estilo da Volkswagen T2 alemã, com linhas mais retilíneas e para-brisa único, mas sem a porta corrediça (esse item, no caso, viria somente em 1997 junto ao teto elevado, últimas atualizações relevantes até a saída de linha, em 2013).

VW Kombi diesel 1983 (divulgação)

Inicialmente, o motor era igual ao da alemã: um quatro cilindros de 1,2 litro de 30 cv, combinado com câmbio manual de quatro marchas. Depois vieram propulsores 1.6 de 52 cv da Brasília em 1968, um conjunto a diesel para as versões picape em 1981 e, por fim, o motor 1.4 flex refrigerado a água para se enquadrar nas normas de emissões.

Sua despedida foi em dezembro de 2013, pois o projeto antigo da Kombi não se adaptava a lei federal que vigoraria no ano seguinte, com a obrigatoriedade de airbags frontais e freios ABS em todos os veículos produzidos no Brasil.

VW Kombi Last Edition 2013 (divulgação)

Para marcar sua despedida, a Volkswagen lançou à época a série especial Last Edition, que teve apenas 1.200 unidades produzidas. A Kombi Last Edition tinha pintura azul e branca “saia e blusa”, logos exclusivos, plaquetas de identificação, bancos de vinil, cortinas nas janelas laterais, pneus faixas brancas, entre outros diferenciais para homenagear o veículo produzido por mais tempo no país – e que provavelmente já marcou algum momento de sua vida.

Serviço:
2º Encontro de Kombis
São Bernardo Plaza Shopping
Avenida Rotary, 624 – São Bernardo do Campo (SP)
Domingo (03/09), a partir das 10h
Classificação etária: Livre
Estacionamento: cortesia até às 12h para mediante doação de 2 kg de alimentos não perecíveis

Veja mais:

>> Volkswagen atinge marca de 150 milhões de veículos produzidos

>> Novo Volkswagen Polo apostará em segurança

>> Box 54: um espaço para “pirar” nos clássicos

Sobre o autor

Diego Dias

Diego Dias

Comente

Clique aqui para comentar

Encontre peças e acessórios





Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva