Destaque Novidades

Exclusivo: sucessor do Citroën C3 revela novos detalhes em flagra

Com porta-malas aberto, sucessor do Citroën C3 revela parte de suas linhas e está quase pronto para a estreia, que ocorrerá ainda em 2021
Flagra Citroën C3 [Auto+ / @giroloco19]
Flagra Citroën C3 [Auto+ / @giroloco19]

Primeiro produto da Stellantis a ser lançado no Brasil, o sucessor do Citroën C3 já está perdendo o pudor. Flagrado em testes em Campinas, interior de São Paulo, por Gustavo Wagner (@giroloco19), o SUV subcompacto estava de porta-malas aberto, o que revelou alguns de seus segredos.

A tampa aberta mostrou como será o desenho da lanterna do sucessor do Citroën C3. Ela invadirá parcialmente a tampa do porta-malas e contará com parte interna triangular. Em uma primeira vista, lembra bastante o Renault Kwid e se afasta da ideia de ser um mini C3 Aircross.

O para-choque com parte cavada para a placa se integra visualmente ao desenho da tampa do porta-malas. Já na lateral, o recorte do vidro faz lembrar bastante o C5 Aircross – SUV médio da Citroën que foi prometido para o Brasil, mas não veio.

Alma de Peugeot 208

Construído sobre a plataforma modular CMP, o sucessor do Citroën C3 será o primeiro carro da Stellantis com essa base produzido no Brasil. Atualmente o Peugeot 208 já usa a plataforma, mas ele é feito na Argentina. É esperado que mais dois carros da Citroën recebam essa base.

Flagra Citroën C3 [Auto+ / @giroloco19]
Flagra Citroën C3 [Auto+ / @giroloco19]
Futuramente, os sucessores dos compactos da Fiat, como Argo, Cronos, Uno e Mobi, migrarão para a base modular CMP. Além disso, um novo mini Jeep Renegade também será feito com a plataforma de origem Peugeot – só não é certo ainda se esse carro será vendido e fabricado no Brasil por causa dos SUVs da Fiat.

Futura contribuição da Fiat

Em um primeiro momento, o sucessor do Citroën C3 será equipado somente com motor 1.6 quatro cilindros aspirado de 118 cv e 16,1 kgfm de torque – repetindo a estratégia feita com o Peugeot 208. Serão ofertadas versões com câmbio manual de cinco marchas ou automático de seis.

Como ele custará mais barato que o primo Peugeot, o sucessor do C3 deverá ter mais opções de versões manuais. Futuramente ele deverá receber o motor 1.0 Firefly turbo da Fiat associado à transmissão automática do tipo CVT emprestada do Toyota Corolla.

>>RAM Dakota, rival de S10 e Hilux, foi cancelada pela Stellantis

>>Moab é o Jeep Renegade definitivo? | Avaliação

>>Jeep menor que o Renegade será baseado no sucessor do Citroën C3

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar