Destaque Novidades

Ford Escort elétrico vem aí? Marca registra nomes clássicos

Apesar de já existir um Ford Escort na China, a marca do oval azul pode ressuscitar o nome do modelo internacionalmente
Ford Escort XR3 Cabrio (reprodução)

Nos últimos tempos, a Ford tem investido em trazer nomes clássicos ao seu portfólio ao invés de criar novas designações. Assim ressurgiu o Bronco e Maverick virou o nome de uma picape. Agora, contudo, a marca do oval azul pode trazer de volta Escort, Capri, Cortina, Granada e Orion.

Todos esses nomes foram registrados pela Ford em 23 de dezembro para Europa, Austrália e Nova Zelândia. A informação obtida pelo Ford Authority mostra que os nomes foram registrados para uso em automóveis ou parte deles. Mas isso pode ser apenas para proteção da história.

É comum que as marcas renovem de tempos em tempos os registros para alguns nomes específicos. Isso evita que outras empresas adquiram os direitos sobre eles e impeçam a marca de lançar carros ou até fazer algum tipo de referência a algum modelo do passado. Mas significa que isso é só tempo perdido? Não necessariamente.

Ford Maverick Hybrid [divulgação]
Ford Maverick Hybrid [divulgação]
Murat Gaueler, chefe de design da Ford na Europa, já havia dito que a marca poderia usar de nomes do seu passado para novos modelos. Para ele, essa “vantagem única” permitiria à Ford criar uma ligação emocional com seu passado e clientes. Assim, a atratividade de um novo modelo seria ainda maior por conta das lembranças.

Hoje o único nome dos clássicos usados é Escort. Ele pertence a um sedã médio baseado na segunda geração do Focus. Vendido exclusivamente na China, ele é o modelo de entrada da Ford por lá, já que o Fiesta foi aposentado. O modelo não tem pretensões globais, apesar de que se encaixaria bem aqui no Brasil.

Ford Escort Titanium 2022 [divulgação]
Ford Escort Titanium 2022 [divulgação]
Já Orion fez parte do nosso país, mas com outro nome: Verona. O sedã do Escort sempre usou o nome Orion fora do nosso país. Contudo, a primeira geração contava com quatro portas, algo que não era apreciado no nosso mercado. Somente na segunda geração do Escort no Brasil que o Verona e o Orion se tornaram o mesmo carro.

Por fim, os nomes Granada e Cortina estão ligados mais ao lado europeu da marca, ainda que houvesse um Granada nos EUA. A exceção do Lotus Cortina, que era uma versão bem preparada do sedã da Ford, os dois modelos em nada remetem ao lado esportivo da marca norte-americana. Já Capri era o um cupê da Ford para a Europa.

Ford Granada [divulgação]
Ford Granada [divulgação]

>>Maverick é registrada em versão parruda Tremor

>>Everest 2022 (SUV da Ranger) aparece em primeiras imagens

>>VW Amarok 2023 aparece em teaser e prova ser diferente da Ford Ranger

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar