Destaque Novidades

Nova Ford Transit SuperVan chega aos 100 km/h em 2 segundos

A Ford adora produzir versões insanas da van Transit. Mas, pela primeira vez, não usou o modelo maior para isso (nem gasolina)
Ford Transit Supervan [divulgação]
Ford Transit Supervan [divulgação]

A Ford Transit é uma das vans mais vendidas no mundo e mais queridinhas do público. Mas, pela quarta vez na história, a Ford resolveu transformar seu veículo comercial em um modelo de competição. Ainda que, dessa vez, não tenha usado a Transit grandona e nem mesmo gasolina.

A primeira Transit Supervan surgiu em 1971 e usava chassi de Ford GT com motor central V8 de 400 cv. Depois em 1984 surgiu a Supervan 2, que usava uma réplica de fibra de vidro da carroceria da Transit. Dessa vez trazia chassi de um Ford de competição e motor Cosworth V8. Por fim, em 1994 a Supervan 3 apareceu com motor V6 Cosworth.

A última Supervan passou por uma reforma em 2004 e recebeu novo motor V6 Ford Pro Sports 3000 assinado pela Cosworth. Foram precisos 18 anos até que a quarta geração da Transit de competição surgisse. Dessa vez, porém, a Ford usou como base a Transit Custom, a variante menor da van e que concorre diretamente com o Fiat Scudo, enquanto a Transit padrão é rival de Ducato, Sprinter e Master.

Ford Transit Supervan [divulgação]
Ford Transit Supervan [divulgação]
E tem outra mudança importante: enquanto as outras gerações da Supervan usavam motores a gasolina, sempre em V, a nova Transit insana é elétrica. E detalhe: bem mais rápida que todos os outros modelos anteriores. São absurdos 2.000 cv providos por quatro motores elétricos, um em cada roda, com 500 cv cada.

A força é equivalente a 19 e-Transit que já estão disponíveis na Europa. Isso fez com que a Transit Supervan conseguisse atingir a marca de 2 segundos para atingir os 100 km/h. Ela deixa um Porsche Taycan Turbo S comendo poeira! Há também alguns truques aerodinâmicos para ajudar a van a chegar a essa velocidade.

Ford Transit Supervan [divulgação]
Ford Transit Supervan [divulgação]

Ford GT Van

A carroceria é grudada no chão, com poucos centímetros separando a asa frontal do asfalto: como em um modelo de competição. Dutos de ar na frente refrigeram as baterias e o motor elétrico, mas também direcionam o ar para criar um fluxo mais preciso do vento. Até mesmo a traseira foi toda modificada pensando nisso.

A lateral é apenas uma casaca da Transit original, enquanto as janelas laterais se afunilam em direção à traseira como no Ford GT. Isso tudo desemboca em um enorme aerofólio moldado com o desenho do último vidro no modelo original. Há ainda extrator de ar na parte inferior do para-choque que é decorado com detalhes em verde limão.

Ford Transit Supervan [divulgação]
[divulgação]
Por dentro, central multimídia do Mustang Mach-E combinado a um painel de instrumentos totalmente digital e o mínimo de revestimento possível para baixar o peso. O volante tem botões centrais e os bancos de competição. Vale ressaltar que essa Ford Transit Supervan elétrica é apenas um conceito e que não será produzida.

>>Fiat Scudo e as 10 outras vans derivadas do projeto feito pela Peugeot

>>Scudo vai tomar o lugar que foi da Volkswagen Kombi? | Impressões

>>Fiat Scudo: preço, versões, motor e tudo que você precisa saber

 

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar