Destaque Novidades

Nova geração da Ford Ranger terá versão híbrida plug-in

Além da Toyota Hilux, a Ford Ranger também se renderá à eletrificação com inédita versão híbrida do tipo plug-in, além de ganhar motor V6
Ford Ranger 2023 [Wheels]
Ford Ranger 2023 [Wheels]

Cada vez mais fica claro que o mundo automotivo não escapará da eletrificação. Até mesmo as picapes, que até então não foram afetadas por essa onda, estão se preparando para usar energia elétrica. Prova disso é que além da Toyota Hilux híbrida já prometida, a Ford Ranger também terá uma versão com dois motores.

O processo de eletrificação da Ford Ranger foi descoberto pelo site australiano CarExpert baseado em informações divulgadas pela marca. A Ford já confirmou que só venderá carros híbridos plug-in e elétricos em breve na Europa, o que afetará diretamente a oferta de modelos globais, como é o caso da Ranger.

A expectativa é que a picape média receba um novo conjunto híbrido plug-in baseado no motor 2.3 EcoBoost quatro cilindros turbo combinado a um motor elétrico. A ideia é oferecer algo em torno de 367 cv e 70 kgfm de torque. O consumo deve ficar na casa dos 30 km/l em ciclo misto cidade-estrada.

Ranger 2023 [Wheels]
Ranger 2023 [Wheels]

Outros híbridos não seriam suficientes

Atualmente a Ford dispõe de dois conjuntos híbridos, mas que não seriam na medida para a Ranger. O primeiro é o 2.5 aspirado com motor elétrico do Escape, que rende 165 cv e 21,4 kgfm de torque. Já o segundo é o do Explorer o qual conta com um V6 3.3 de 457 cv, mas que seria grande demais para o cofre da picape média.

Além desse conjunto híbrido, a Ranger será equipada com motor 2.0 quatro cilindros biturbo diesel. Ele substituirá o atual 2.3 quatro cilindros turbo usado pela picape nas versões de entrada. Já o 3.2 cinco cilindros turbo diesel dará lugar a um novo V6 3.0 o qual superará a Volkswagen Amarok V6 em potência.

Ford Ranger Storm [Auto+ / João Brigato]
Ford Ranger Storm [Auto+ / João Brigato]
Para o mercado norte-americano a Ford oferecerá ainda uma versão 2.7 quatro cilindros EcoBoost turbo a gasolina da Ranger. Aqui no Brasil deveremos ter as versões diesel da picape produzida na Argentina. A variante híbrida tem chances de vir caso a Toyota se arrisque nesse mercado por aqui com a Hilux.

>>Ranger Storm é custo benefício para estrada e terra – Avaliação

>>Ford EcoSport e Toyota C-HR são reprovados por consumidores nos EUA

>>Ford mais barato do Brasil, picape Ranger estreia linha 2022

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

9 Comentários

Clique aqui para comentar