Destaque Moto+ Novidades

Nunca quis saber de curso de pilotagem? Repense!

Conteúdo aborda questões como segurança, domínio da moto e até manutenção; confira
Curso Avançado de Pilotagem de Moto (divulgação)

Tem muita gente que anda de moto por aí achando que é piloto e despreza o aprendizado extra. Mas, da mesma forma que o treino é necessário para qualquer piloto de competição, o motociclista comum também precisa se exercitar para obter reflexos e, também, desenvolver maior domínio sobre seu veículo, pois só assim as reações se tornam automáticas e naturais em todo tipo de situação. Como fazer isso? Um curso avançado de pilotagem pode ser a solução.

“O curso ensina técnicas avançadas de pilotagem, abordando temas como manutenção, técnicas para economizar combustível, maneira de trafegar em estradas de terra, andar na chuva, no corredor, além de dicas para viagens“, explica Suzane Carvalho, que ministra cursos do gênero em seu Centro de Treinamento de Pilotos há quase 17 anos.

Com diversos níveis, que vão do Treino Orientado até o Track Day, o curso ajuda a enfrentar qualquer situação cotidiana, como frenagens de emergência, desvios rápidos, ultrapassagens em alta velocidade, vácuo e até mesmo andar com garupa ou bagagem. Parece coisa básica, né? Mas são dicas que já salvaram uma infinidade de pessoas.

Curso Avançado de Pilotagem de Moto (divulgação)

“Em dezembro passado, fui até o Espírito Santo de moto. Entre as cidades de Vitória e Linhares, peguei trânsito muito intenso e, como estava numa moto de baixa cilindrada (150cc), permaneci na faixa da direita. Em determinado momento, devido à pressão de um caminhão, acabei precisando acelerar um pouco mais a fim de mudar para a faixa da esquerda. Nisso, avistei um carro que estava costurando os demais. Fiquei sem saída! Ou seja, caso não estivesse ciente de todos os cuidados, como a atenção 360 graus e manobras evasivas, não teria tido segurança suficiente para voltar à pista da direita e, ainda, manter o equilíbrio da moto. De fato, poderia não estar aqui, contando essa história”, relata o psicólogo Márcio Souza, que participou das aulas há quase um ano. “Todos os dias que subo na moto, subo mais tranquilo por saber que estou apto a aplicar as técnicas do curso avançado de pilotagem”, conclui.

Além de ajudar a preservar vidas, a pilotagem responsável é um grande passo para a diminuição do índice de acidentes. E para deixar o aluno ainda mais à vontade, é possível participar com sua própria moto, já que existem diferenças de transferência de peso, curso dos pedais, posicionamento e manobrabilidade para cada modelo. Essa ‘personalização’ gera mais facilidade na hora de responder à determinadas situações.

O curso
Controle da moto em baixa, média e alta velocidade, agilidade, habilidade, e diversos tipos de frenagens são ensinados no curso, que dura um dia inteiro. “Depende do conteúdo, mas, em média, são duas horas e meia de teoria, divididas em três partes, e cinco horas e meia de prática”, conta Suzane, que completa, “A teoria acompanha cada exercício, pois é preciso corrigir e explicar um por um, desenvolvendo, melhorando e aprofundando a técnica. Aliás, muitas delas só são compreendidas após várias tentativas e a partir de determinada velocidade.”

As aulas são regulares na capital paulista e nas cidades de Piracicaba, Paulínia e Nova Odessa – todas, no interior do Estado. E, também, podem ser agendadas em todo o Brasil. Há opção de grupos fechados para empresas entre terça-feira e domingo. Informações sobre preços e datas das próximas turmas, você confere no site: http://centrodepilotos.com.br

Veja mais:

>> Visite esses museus com motos sem sair de casa

>> Vendas de motos têm pior média diária em 16 anos

>> Carro parado. E agora?

Sobre o autor

Vagner Aquino

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva