Destaque Novidades

Volkswagen Tarek, rival do Jeep Compass, tem primeira imagem revelada

Conhecido como projeto Tarek, novo SUV médio da Volkswagen terá seu nome revelado nos próximos dias
Volkswagen Tarek [divulgação]
Volkswagen Taos [divulgação]

Com o lançamento do Nivus e da linha 2021 do T-Cross ainda quente, a Volkswagen decidiu revelar qual o próximo passo da sua ofensiva de SUVs no Brasil. A nova adição à família será um SUV médio para bater de frente com o Jeep Compass e preencher o espaço entre T-Cross e Tiguan. O nome, no entanto, não será Volkswagen Tarek.

A marca alemã confirma que Tarek é apenas o nome de projeto do SUV e que seu batismo final será revelado nos próximos dias. Seguindo o padrão da marca, quebrado apenas por Nivus e Atlas, o novo SUV deverá ter algum nome iniciado pela letra T.

Pablo Di Si, presidente da Volkswagen do Brasil, revelou diversas vezes que Tarek não está totalmente descartado para o SUV, mas que dificilmente esse será seu nome. É bastante provável também que ele não use o nome Tharu, empregado na variante chinesa do SUV médio que serviu de base para a versão brasileira.

Tharu e Tarek dividem a plataforma MQB e diversos componentes da carroceria. Contudo, assim como o T-Cross brasileiro é diferente do modelo europeu e do chinês, o SUV médio também passou por mudanças visuais pesadas para agradar ao público latino-americano.

O teaser deixar claro qual será a mudança mais drástica: a dianteira. O Tharu tem visual inspirado no Atlas, com linhas retas e faróis grandes e retangulares. Já o Volkswagen Tarek brasileiro tem faróis menores full-LED com prolongamentos na grade frontal tal qual o Golf de oitava geração já lançado na Europa.

Thomas Owsianski, Presidente e CEO do Volkswagen Group Argentina, destaca: “Estamos avançando conforme planejado para o lançamento do nosso primeiro SUV produzido na Argentina. O projeto Tarek é parte da ofensiva de SUVs da marca Volkswagen”.

Por aqui o Tarek será vendido com motor 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm de torque – antecipando a briga que ele terá com o Jeep Compass quando ele ganhar motor 1.3 Firefly turbo de 170 cv. Não haverá motor 1.0 TSI ou outra transmissão além da automática de seis marchas para o novo SUV médio.

Rumores apontam também para uma versão R-Line com motor 2.0 TSI de 220 cv usado também pelo Tiguan topo de linha. É possível que, caso essa variante seja vendida, o Tiguan perca a versão de entrada de cinco lugares e passe a ser oferecido somente nas versões Comfortline 1.4 TSI e R-Line 2.0 TSI de sete lugares.

>>Volkswagen Tiguan dá uma de Nivus e ganha versão cupê

>>Kart inspirado no Volkswagen Fusca é uma estranha fofura

>>Comparativo: Nivus Highline e Tracker LT são tão iguais e tão diferentes

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar