Destaque Novidades

Novos BMW M3 e M4 são rápidos, potentes e polêmicos

Nova geração dos cultuados esportivos M3 e M4 da BMW trazem diversas novidades em termos de performance e visual que vai dividir opiniões
BMW M3 e M4 2021 [divulgação]
BMW M3 e M4 2021 [divulgação]

Sem esfriar a polêmica causada pela dianteira controversa do Série 4, a BMW apresentou os novos M3 e M4 com a mesma grade frontal gigantesca. Além desse choque inicial, a marca alemã também quer impressionar pela performance dos dois modelos que serão vendidos no Brasil futuramente.

Debaixo do capô dos novos BMW M3 e M4 repousa um motor seis cilindros em linha 3.0 de 479 cv e 56 kgfm de torque. Em relação ao modelo antigo, são 48 cv a mais. Com isso, tanto o sedã quanto o cupê chegam aos 100 km/h em, 4,1 segundos e só param de acelerar aos 290 km/h.

BMW M3 2021 [divulgação]
BMW M3 2021 [divulgação]
Já com a grife Competition, os esportivos saltam para 510 cv e 66,2 kgfm de torque. A velocidade máxima se mantém eletronicamente limitada a 290 km/h, mas o tempo de 0 a 100 km/h cai para 3,8 segundos.

Para alegria dos puristas, o novo M3 e o novo M4 são equipados com transmissão manual de seis marchas. Ela é 22,7 kg mais leve que o câmbio automático de oito marchas, opcional nas versões regulares e de série no M3 Competition e no M4 Competition. Segundo a BMW, a caixa manual melhora a distribuição de peso entre a dianteira e traseira.

BMW M4 2021 [divulgação]
BMW M4 2021 [divulgação]
Outra tradição mantida está na tração traseira, mas há uma importante novidade. Nas versões Competition, M3 e M4 agora podem ser equipados com tração integral xDrive. Segundo a BMW, eles trabalham com tração traseira em boa parte do tempo, enviando força para a dianteira somente quando necessário.

Há também opção de seleção para manter a tração dianteira totalmente desativada, garantindo “pura experiência de tração traseira sem nenhuma intervenção do sistema xDrive”, afirma a BMW. Eles trazem ainda nova suspensão adaptativa feita em partes de alumínio para reduzir o peso total do conjunto.

BMW M3 2021 [divulgação]
BMW M3 2021 [divulgação]
A BMW ainda disponibiliza a direção elétrica M Servotronic aliada aos sistemas M Drive Professional e M Traction Control – com esses aparatos eletrônicos, o motorista pode selecionar a sensibilidade de controle de tração, a dureza da direção e a intervenção de outros aparatos de segurança de acordo com suas preferências.

Na nova central multimídia com Apple CarPlay e Android Auto sem fio, a BMW instalou o M Drift Analyzer que mede a eficiência das derrapagens feitas com o M3 ou com o M4, além do M Laptimer, que é capaz de contabilizar os tempos de volta em um circuito e comparar a performance do motorista a cada bandeirada.

BMW M4 2021 [divulgação]
Visualmente o que mais destaca os novos BMW M3 e M4 é a grade frontal gigantesca e o capô com fortes vincos que dão ainda mais destaque para a abertura de ar. Os faróis finos vieram do Série 4. Há para-lamas alargados com saídas de ar atrás das rodas. Aerofólio discreto, saída quadrupla de escape e lanternas escurecidas fazem parte do padrão dos modelos esportivos.

Por dentro há volante específico M com botões de performance em vermelho, bancos esportivos tipo concha na dianteira, elementos em fibra de carbono e teto preto. Como opcional há bancos estilo competição feitos em fibra de carbono e aletas maiores para troca de marcha.

>>Gigantesco Grand Wagoneer coloca Jeep na briga com Mercedes e BMW

>>BMW X3 híbrido chega ao Brasil fazendo 31,7 km/l

>>BMW X6 M chega ao Brasil por R$ 890.950

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar