Curiosidades Destaque

Cinco carros legais da Toyota que não são vendidos no Brasil

Nos últimos tempos a Toyota tem produzido carros verdadeiramente legais, mas que infelizmente não veem ao Brasil
Toyota GR Yaris [divulgaão]
Toyota GR Yaris [divulgaão]

Toyota no Brasil é sinônimo de Corolla e Hilux. Atualmente a linha de modelos da marca japonesa é muito baseada nos dois modelos e em seus derivados Corolla Cross e SW4. Ainda que Yaris e RAV4 corram por fora, o foco da Toyota é em seus modelos de alto volume de vendas.

Contudo, eles não têm aquele apelo emocional forte, pendendo bastante para o lado racional. Nos últimos tempos, no entanto, a Toyota tem batido na tecla que não fará mais carros sem graça. Provando isso, selecionamos cinco carros legais que a Toyota tem hoje no mundo e que poderiam muito bem ser vendidos no Brasil. Assim desejamos.

GR Yaris

Toyota GR Yaris [divulgaão]
Ainda que tenha uma unidade do Toyota GR Yaris rodando no Brasil, o pequeno esportivo não é oficialmente oferecido em nosso mercado. O que torna ele legal? Começa pelo fato de ele ter o motor três cilindros mais potente do mundo: são 261 cv em um 1.6 turbinado. Por ser leve (1.280 kg), ele chega aos 100 km/h em apenas 5,5 segundos.

Junte isso ao fato de que ele é um hatch compacto de duas portas, algo raro hoje em dia, com tração integral e visual pronto para o rally. Todo acerto de suspensão e chassi foi pensado para as competições, por isso o Toyota GR Yaris é um verdadeiro engolidor de asfalto. Que tal trazer algumas unidades para o, Toyota?

Corolla Trek

Toyota Corolla Trek [divulgação]
Até hoje os brasileiros se lamentam pelo fato de que a Fielder não existe mais no nosso mercado. Peruas, em geral, já não são mais parte de nossa realidade. Mas qual seria a única marca que poderia ressuscitar essa categoria? A Toyota com a Corolla Trek. E a escolha pela versão aventureira tem um propósito.

Trazer a Corolla Touring Sport, sucessora natural da Fielder, poderia criar uma resistência de mercado. Contudo, na versão aventureira Trek, haveria o espaço e comodidade das peruas, com a altura em relação ao solo que nem o Corolla Cross tem. E se o SUV está vendendo bem e não atrapalhou o sedã, a perua poderia fazer o mesmo.

GR86

Toyota GR86 [divulgação]
Na geração anterior, quando o esportivo era chamado de GT86, a Toyota ensaiou trazer o modelo para o Brasil. Ele foi mostrado para a imprensa e rodou o país durante a apresentação do Etios para o público. Mas a empreitada nunca aconteceu e ficamos a ver navios. Uma pena, pois o modelo chegou à segunda geração ainda melhor e preservando suas raízes.

Nem mesmo a Subaru arriscou trazer o BRZ, que é seu irmão quase gêmeo. A fórmula é bem simples: um esportivo compacto, com motor 2.4 aspirado de 235 cv e 25,5 kgfm de torque, tração traseira e carroceria leve. É um carro pensado para ser modificado, tanto que é vendido em versão basicona como se fosse uma tela em branco.

Tundra

Toyota Tundra [divulgação]
Toyota Tundra [divulgação]
No segmento de picapes médias, Chevrolet e Toyota brigam pela liderança da categoria com Hilux e S10. A japonesa evidentemente tem levado a melhor nos últimos tempos. Contudo, a Chevrolet já prepara terreno para a chegada da Silverado, como o Auto+ antecipou. E por que não a Toyota também não poderia entrar na briga?

Recentemente revelada nos EUA, a nova geração da Tundra poderia ser uma boa resposta da Toyota à RAM 1500. Gigantesca, ela tem opção de motor V6 biturbo híbrido com 443 cv e 80,5 kgfm de torque – um importante diferencial na categoria. Seria a fórmula perfeita para ter uma caminhonete gigante a gasolina, com o consumo desejado dos modelos diesel.

GR Supra

Toyota GR Supra [divulgação]
Toyota GR Supra [divulgação]
Já deu para perceber que, entre os carros mais legais que a Toyota faz hoje, boa parte é culpa da divisão Gazoo Racing? Mas no caso do Supra, pode colocar a BMW também na conta. O clássico japonês voltou ao mercado como um parente do BMW Z4. Os dois dividem plataforma, motor, transmissão e até algumas peças do interior.

Sob o capô fica um 3.0 seis cilindros turbo a gasolina com 340 cv e 51 kgfm de torque. Toda força é mandada diretamente para as rodas traseiras, como manda a tradição. Já o câmbio é automático de oito marchas, mas a Toyota já desenvolve um Supra manual. Interessante é que, como o Z4 é conversível e o Supra um cupê, eles não concorrem diretamente.

>>Corolla GR de 300 cv está em desenvolvimento pela Toyota

>>SW4 Diamond chega por R$ 406.790 junto da linha 2022

>>Toyota Hilux 2022: agora só diesel, mais equipada e acima dos R$ 300 mil

Sobre o autor

João Brigato

4 Comentários

Clique aqui para comentar