Destaque Mercado Novidades

GM fecha fábricas de Cruze, Impala e Cadillac CT6

Medida visa economizar cerca de US$ 6 bilhões até 2020
Foto (divulgação)

A General Motors vai fechar 7 fábricas e demitir cerca de 54 mil funcionários no próximo ano. Essas informações poderiam ter sido dadas cerca de 10 anos atrás quando a GM enfrentou sua maior crise financeira, e teve que abdicar de várias marcas e encerrar várias linhas de produção, mas segundo fontes, a marca terá que novamente fechar fábricas e demitir funcionários.

Foto (divulgação)

Serão 5 fábricas fechadas somente nos Estados Unidos e mais duas no Canadá, e isso inclui a despedida de alguns modelos como o Chevrolet Cruze, Volt e Impala além dos Cadillac CT6 e XTS. Segundo a CEO da GM Mary Barra, os cortes são para se adequar à nova realidade do mercado que busca cada vez mais por utilitários esportivos e modelos elétricos e autônomos.

Foto (divulgação)

Outro fator importante, são as novas tarifas impostas pelo governo de Donald Trump na importação de aço e alumínio, o que faria com que a produção desses modelos ficasse demasiado caro e não fizesse jus ao preço final ao consumidor. Com isso, a ideia é economizar cerca de US$ 6 bilhões até 2020.

Foto (divulgação)

As fábricas restantes, ficarão com a responsabilidade de fabricar os novos utilitários, carros elétricos e autônomos do grupo GM. A GM do Brasil ainda não se posicionou sobre a decisão da matriz, uma vez que modelos como o Cruze, e o Equinox vem importados e o mercado de hatches médios por aqui também anda decaindo, com a crescente demanda dos SUVs.

Veja mais:

>>Chevrolet Cruze ganha tapa no visual nos EUA

>>GM chama mais de 500 mil carros para recall

>>GM anuncia investimento de R$ 1,4 bilhão em Gravataí (RS)

Sobre o autor

Kleber Silva

Kleber Silva

Comente

Clique aqui para comentar

Encontre peças e acessórios





Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Instagram

Jocar