Destaque Novidades

Quarta geração do Hyundai Tucson tem estilo ame ou odeie

A cada mudança, o Hyundai Tucson foi ficando mais ousado, sofisticado e tecnológico, algo que a quarta geração deixa completamente evidente
Hyundai Tucson 2021 [divulgação]
Hyundai Tucson 2021 [divulgação]

Um dos carros mais vendidos da história da Hyundai, o Tucson sempre foi reconhecido por ser um agradável SUV, mas nunca um carro que exala personalidade própria. As últimas gerações eram bonitas sempre, mas genéricas ao ponto de parecer que poderiam ter sido desenhadas por qualquer outra marca. Bem, não é mais o caso do novo Hyundai Tucson.

Revelado na Coreia do Sul, a quarta geração do Hyundai Tucson cumpriu a promessa de chocar por seu design. É do tipo de carro que despertará muitas paixões e críticas na mesma medida, mas agora o Tucson será do tipo de SUV que ninguém ficará indiferente a ele – ou o chamará de genérico.

Hyundai Tucson 2021 [divulgação]

Prova disso está na dianteira onde a Hyundai tornou os faróis e a grade frontal uma mesma unidade. Quando apagados, os dez blocos de LED parecem ser apenas uma extensão da grade frontal do novo Tucson. Há ainda um segundo bloco luminoso na parte inferior do para-choque.

Nas laterais, o Tucson 2021 ganhou formas esculpidas, com caixas de roda quadradas e bem marcadas por cortes retos e fortes. As portas parecem menores do que de fato são por conta das dobras marcadas na lateral. Há ainda um interessante friso cromado que chega à traseira mais espesso e formando uma falsa saída de ar.

Hyundai Tucson 2021 [divulgação]
Hyundai Tucson 2021 [divulgação]
Na traseira, o Hyundai Tucson 2021 ganhou lanternas conectadas com prolongamentos que imitam dentes e segue em um layout bastante semelhante ao do novo Kia Sorento. O logotipo da Hyundai foi parar no vidro traseiro, exatamente onde ficaria o limpador, agora escondido por baixo do aerofólio.

Hyundai Tucson 2021 [divulgação]
Hyundai Tucson 2021 [divulgação]
T de Tucson

Moderno e elegante, o interior é totalmente horizontalizado e traz alguns mimos. Em formato de T, o painel traz central multimídia de 10,3 polegadas (8 polegadas nas versões de entrada) integrada aos comandos digitais do ar-condicionado. Nas laterais há frisos cromados que se ligam às saídas de ar próximas às portas, criando uma unidade visual.

[divulgação]
[divulgação]
O painel de instrumentos também é totalmente digital e é posicionado de maneira baixa. Entre os destaques tecnológicos do novo Tucson está o sistema NFC que permite ligar o carro e destravá-lo usando um celular ou um relógio/pulseira inteligente. Ele traz ainda comunicação com casas ligadas à internet, o que permite ativar luzes, ar-condicionado e alarmes remotamente da sua residência pela central multimídia do SUV.

Turbo ou híbrido

Debaixo do capô, o renovado SUV da Hyundai traz motor 1.6 quatro cilindros turbo de 180 cv ou 230 cv na versão híbrida. Como os norte-americanos ainda preferem motores grandes aspirados a pequenos turbinados, o Tucson terá por lá um 2.5 quatro cilindros aspirado de 190 cv.

A transmissão é sempre automática de oito marchas, não havendo opção manual. O novo câmbio substitui a caixa de dupla embreagem atualmente usada pelo Tucson brasileiro. Por falar nisso, a CAOA ainda não reestilizou a terceira geração do SUV médio, por isso fica difícil arriscar um palpite de quando o novo Tucson será vendido no Brasil.

>>Hyundai convoca o BTS para criar música da linha de elétricos Ioniq

>>Ford prepara SUV rival para o Hyundai Creta com plataforma indiana

>>Nova Kia Carnival leva até 11 pessoas e tem motor V6 do Hyundai Azera

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar