Curiosidades Destaque

Mais cinco peruas derivadas de carros vendidos no Brasil, rejeitadas aqui

Um dia o Brasil já foi um país povoado pelas peruas, mas hoje as marcas não se esforçam para trazer as derivadas de carros já vendidos aqui
Volkswagen Golf Variant [divulgação]

As peruas estão em baixa no Brasil. Cada vez mais renegadas ao segmento de luxo, elas não tiveram segunda chance para os SUVs. Com mais nenhuma perua produzida no Brasil, temos apenas agora modelos caros e importados. Contudo, alguns veículos vendidos por aqui, contaram com variante perua jamais oferecida em nosso mercado. Por isso, juntamos aqui mais cinco peruas legais derivadas de carros que um dia foram comercializados no nosso mercado.

A primeira parte da lista contou com as peruas do Chevrolet Vectra, Ford Focus, Peugeot 308, Renault Fluence e Chevrolet Cruze. Agora modelos fora do segmento de médios se juntam à lista.

Volkswagen Golf Variant MK4

A história da Volkswagen Golf Variant no Brasil é bastante bagunçada. Enquanto o hatch esteve presente no nosso país apenas na terceira, quarta e sétima geração, a perua veio justamente nas gerações que o hatch se ausentou: quinta e sexta. Mas o nome era Jetta Variant para disfarçar um pouco.

Volkswagen Golf Variant [divulgação]
Volkswagen Golf Variant [divulgação]
Um dos pontos mais interessantes da quarta geração da perua do Golf é que ela era vendida com dois nomes e duas dianteiras diferentes. A traseira era idêntica nos dois casos, mas Golf Variant e Bora Variant utilizavam a frente dos modelos dos quais a primeira parte de seus nomes era herdada.

Ford Fusion / Ford Mondeo Turnier

Tecnicamente o Ford Fusion nunca teve uma versão perua. Mas seu irmão gêmeo europeu sim. Se você escondesse o nome, a Ford Mondeo Touriner era a perua Fusion. Variante mais vendida da família Mondeo, ela tem estilo elegante e esportivo, com traseira praticamente idêntica à do sedã.

Enquanto no Brasil o Fusion era oferecido com motores 2.5 flex, 2.0 turbo e 2.0 híbrido, lá na Europa a perua tinha à disposição até um 1.0 três cilindros turbo. Contava ainda com motores turbo 1.5 e 2.0, além de algumas opções diesel e o 2.0 híbrido.

Honda Fit Shuttle

Considerado como uma minivan no Brasil, o Honda Fit na verdade é um hatch com pegada familiar. Mas lá no Japão a Honda elevou essa característica a um novo nível com uma perua. A Fit Shuttle manteve esse nome somente entre 2011 e 2015. Nessa época ela era uma variante derivada da segunda geração do Fit.

Quando o terceiro e atual Fit chegou, a Honda emancipou a perua. Passou a ser chamada somente de Honda Shuttle e ganhou uma dianteira modificada em relação ao Fit. Não é tão drástica a mudança quanto a feita no WR-V. Mas faróis e para-choque são completamente diferentes entre os dois modelos.

Renault Logan MCV

Dentre todas as peruas da lista, essa foi a que mais passou perto do nosso mercado. A Renault chegou a cogitar a Logan MCV no Brasil e trouxe algumas unidades para teste. Mas o visual polêmico da primeira geração, que era quase uma van, desanimaram a marca francesa. Além disso, o Duster fez sucesso suficiente para não precisar de uma perua.

O que gostaríamos, de verdade, era ver a segunda geração da perua Logan no Brasil. Agora com teto mais baixo e perfil mais esportivo, ela é mais bonita que o Sandero e que o Logan. De quebra ainda tem versão Stepway que poderia saciar a predileção pelos SUVs que o brasileiro tem. A Dacia prepara uma nova geração da perua, mas que terá novamente teto alto como antes.

Toyota Corolla Touring Sports

Saudosos da Toyota Corolla Fielder sentem falta de uma perua japonesa há muitos anos. Mas, lá na Europa ela ainda está vivinha. E não somente isso, é o Corolla mais vendido do Velho Continente. Os europeus compram mais a Touring Sports que o sedã e que o hatch.

Esportiva, a Corolla Touring Sports tem a mesma dianteira do hatch, que é menos careta que a do sedã brasileiro. A carroceria musculosa chama atenção e nos deixa ainda com mais inveja. Como sempre, o destaque vai para o conjunto híbrido, que lá conta com duas variantes. O mais pacato 1.8 igual ao usado no Brasil e um 2.0 híbrido com dois motores elétricos e pegada esportiva.

Hyundai i30 Tourer

O Brasil teve sim uma perua do Hyundai i30, mas apenas da primeira geração. Chamada de i30 CW, ela se tornou bastante popular em uma época em que Mégane Grand Tour e Corolla Fielder dominavam o segmento.

Mas quando a segunda geração chegou, a Hyundai CAOA desistiu da perua por aqui. Enquanto isso, ela mudou de nome para i30 Tourer lá fora. Se nessa época o i30 e o HB20 eram muito parecidos, a perua deixava isso ainda mais evidente pois suas lanternas traseiras tinham desenho praticamente idêntico ao do sedã HB20S.

>>Cinco peruas derivadas de carros vendidos no Brasil, mas rejeitadas aqui

>>Audi RS 4 é a explicação do porquê peruas são tão legais – Impressões

>>Cinco versões legais do Volkswagen Golf que não tivemos no Brasil

Sobre o autor

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar

  • Os SUVS engoliram as peruas e outros segmentos. Sinto falta de boas opções a preços justos, se é que isso é possível por aqui.