Destaque Novidades

Monza pode voltar como um SUV 100% elétrico

Além do Chevrolet Monza como substituto do Cruze, a Opel também quer usar o nome Monza, mas em um SUV elétrico
Chevrolet Monza [divulgação]
Chevrolet Monza [divulgação]

Tal qual acontecia no passado, poderemos novamente ter dois Monza no mercado completamente diferentes um do outro. Enquanto como Chevrolet Monza ele sempre foi um sedã médio pacato, na alcunha de Opel Monza, o nome era para um esportivo de duas portas. Mas o Monza vai voltar?

Tecnicamente ele já voltou. A Chevrolet ressuscitou o modelo há alguns anos na China e agora ele começa a se tornar global. Ressuscitado, ele tomou o lugar do Cruze em alguns países e pode até ser vendido no Brasil no futuro.

De sedã à SUV elétrico

Agora a questão é com a Opel. Segundo a imprensa alemã, a marca controlada pelo grupo Peugeot Citroën (PSA) planeja voltar a usar o nome Monza. Contudo, diferentemente de antes, não será para um cupê e sim em um SUV.

[divulgação]
[divulgação]
Igual ao que ocorreu com o Mitsubishi Eclipse que ganhou o sobrenome Cross e virou um SUV quando retornou à vida, o Opel Monza será um utilitário esportivo. A marca irá além disso e transformará ele em um modelo 100% elétrico.

Flertando com essa ideia desde 2013 quando apresentou o Monza Concept, a Opel quer que o nome seja associado à eletrificação da marca. O conceito trazia motor 1.0 três cilindros turbo movido a CNG (parecido com o GNV brasileiro).

Agora, o novo Monza deve usar a plataforma eVMP, a sucessora da EMP2, e ter pegada e visual esportivo. É possível que ele seja um SUV cupê com porte de Peugeot 3008 e motorização 100% elétrica.

Enquanto o Chevrolet já está nas concessionárias da China e está de malas pronta para a América Latina, o Opel deverá chegar ao mercado apenas em 2024. Como a atuação da marca controlada pela PSA está mais restrita à Europa, ele deverá demorar mais um tempo antes de ganhar outros países.

>>Santana, Tipo e Escort: como eles ficaram em 2021?

>>Chevrolet Monza substituirá o Cruze na briga com Corolla e Civic

>>Novo Opel Mokka prova o bem que fez se separar do Chevrolet Tracker  

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar