Destaque Novidades

Renault Oroch deve ganhar nova geração em 2022 com status global

Ao contrário da atual Renault Oroch que é restrita à América Latina, nova geração se tornará um produto global
Renault Oroch [divulgação]
Renault Oroch [divulgação]

Ainda que tecnicamente tenha sido a Renault Oroch a responsável por inaugurar o segmento de picapes intermediárias no mundo, coube à Fiat Toro mostrar verdadeiramente como aplicar essa fórmula. Com vendas fracas no Brasil, uma nova geração ainda era dúvida, mas parece que ela acontecerá e terá status global.

Segundo informações da Carmag sul-africana, a Renault Oroch de segunda geração deve estrear em 2022 e passar a ser um produto global. A estratégia seguirá o que foi feito com o Chevrolet Onix, que deixou de ser um carro brasileiro para atuar em diversos mercados.

Renault Oroch [divulgação]
Renault Oroch [divulgação]
A ideia é basear a Oroch na nova geração do Duster, mas ter medidas mais avantajadas de caçamba e interior para peitar em pé de igualdade a Fiat Toro e as futuras Ford Maverick e Hyundai Santa Cruz. Hoje, a picape da Renault é 21 cm mais curta que a da Fiat.

Com a Renault Oroch 2022, a marca pretende atingir novos mercados, como a África. Há tempos é aventada a chegada da picape ao continente, mas limitações na fábrica brasileira impediram sua importação e conversão do volante para o lado direito.

Renault Oroch [divulgação]
Renault Oroch [divulgação]
Isso será solucionado com a transferência da fabricação da Oroch para a Argentina, que ficará focada em produção de veículos comerciais. A Renault já falou que estuda fazer uma nova picape por lá e que pode ser justamente a segunda geração da derivada do Duster.

Ser baseada na segunda geração do Duster também permitirá corrigir alguns problemas que hoje a picape enfrenta. Ela conta com um antiquado motor 2.0 aspirado com câmbio automático de quatro marchas, o que traz uma enorme desvantagem em um segmento que repele a transmissão manual.

Renault Oroch [divulgação]
Renault Oroch [divulgação]
Como Duster e Captur terão motor 1.3 TCe turbo da Mercedes-Benz já nesse ano combinado a uma transmissão automática CVT, o conjunto encaixaria como uma luva para a Oroch. Especialmente se lembrarmos que a Toro também terá motor 1.3 turbo com câmbio CVT em sua reestilização.

>>Fluence elétrico e Zoe são vendidos por preço de Renault Kwid no Brasil

>>Lada Niva vai renascer com plataforma de Renault Sandero em 2024

>>Renault: 24 novos carros até 2025, incluindo novos Sandero e Logan

Sobre o autor

João Brigato

5 Comentários

Clique aqui para comentar

    • Concordo na parte do câmbio mas o resto só fala quem nunca teve, lembrando que o Renault Duster Oroch foi o pioneiro do seguimento e desde então nunca recebeu uma reutilização desde 2016 então ele meio que foi um teste que bombou, e também é um carro muito bom exemplar, robusto e que eu garanto que o próximo dele será nota 10, e também, ele não atola tão fácil quando a rei do gado Fiat toro 😀

  • Acho que ela se tornará uma Toro da Renault…e já tem GM, Ford (Maverick), VW (Tarok) já estão indo prá briga…melhor a Fiat abrir o olho e essa dica vale para o SUV, pois no Brasil ela é uma das únicas que não tem (ainda) nenhum SUV e os mais concorridos é o de SUVs do porte do Tiguan e do T-Cross e ainda será criado o segmento de SUV subcompactos…

  • só fala mal quem nunca teve, lembrando que o Renault Duster Oroch foi o pioneiro do seguimento e desde então nunca recebeu uma reutilização desde 2016 então ele meio que foi um teste que bombou, e também é um carro muito bom exemplar, robusto e que eu garanto que o próximo dele será nota 10, e também, ele não atola tão fácil quanto a rei do gado Fiat toro 😀