Curiosidades Destaque

Renault faz o recall mais bizarro da história com o Mégane

Erro de interpretação no manual do hatch médio fará com que a Renault convoque algumas unidades para correção
Recall do Renault Mégane é um dos mais bizarros da história [divulgação]
Recall do Renault Mégane é um dos mais bizarros da história [divulgação]

As montadoras convocam recalls sempre que algum erro de fabricação provoca risco à vida do motorista e/ou dos passageiros durante o uso do carro. É comum que os chamamentos ocorram por defeitos mecânicos graves ou, recentemente comum, por causa do airbag. Mas o recall da Renault surpreendeu.

Convocado na Austrália, o recall do Renault Mégane não apresenta um defeito real no carro. Na realidade, é do manual do hatch médio esse recall. Ao todo, a Renault chamou 824 unidades do hatch médio francês produzidas entre 16 de abril de 2016 e 11 de outubro de 2016 para o reparo.

Recall do Renault Mégane é um dos mais bizarros da história [divulgação]
Recall do Renault Mégane é um dos mais bizarros da história [divulgação]
Todos os Mégane envolvidos precisam se apresentar a uma concessionária da Renault na Austrália para correção do manual. O defeito apresentado está nas instruções de operação dos vidros, no qual há uma informação que diz que a porta também pode ser aberta por uma criança.

A solução? Rabiscar a parte em que diz “a porta” com uma caneta preta. É sério. Essa é a solução da Renault para o problema por recomendação do governo australiano. Já viu algum recall tão bizarro quanto esse?

Recall do Renault Mégane é um dos mais bizarros da história [divulgação]
Recall do Renault Mégane é um dos mais bizarros da história [divulgação]

>>Avaliação: Duster é o melhor Renault feito nos últimos anos

>>Renault Kwid elétrico provocou a ira dos franceses

>>Nova Renault Oroch? Dacia revela Duster 2021 picape por R$ 150 mil

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar