Destaque Novidades

Suzuki Grand Vitara está de volta com coração híbrido de Toyota

Desenvolvido junto do Toyota Urban Cruiser Hyryder, o novo Suzuki Grand Vitara é cogitado para o Brasil e pode vir híbrido
Suzuki Grand Vitara 2023 [divulgação]

Depois de uma geração sendo chamado somente de Vitara, o Suzuki Grand Vitara volta ao mercado. Lançado na Índia, mas com pretensões globais, que podem incluir o Brasil, o novo SUV compacto quer brigar de frente com Hyundai Creta, Volkswagen T-Cross, Kia Seltos e Nissan Kicks. Para isso, usa motor híbrido da Toyota.

Debaixo do capô do novo Suzuki Grand Vitara reside um motor 1.5 quatro cilindros aspirado de 92 cv combinado a um elétrico de 80 cv. Juntos entregam 116 cv e 14,4 kgfm de torque. É menos força que a maioria dos SUVs compactos com motor 1.0 turbo vendidos no Brasil, como o T-Cross que entrega 128 cv e 20,4 kgfm.

É um parecido com o Kicks, que recentemente passou a 113 cv e 15,3 kgfm de torque. Só que o modelo da Nissan usa motor 1.6 aspirado sem qualquer tipo de auxilio elétrico, ao contrário do novo Grand Vitara. O SUV da Suzuki consegue rodar até 25 km somente na eletricidade, mostrando aptidão para a economia de combustível.

Suzuki Grand Vitara 2023 [divulgação]
Suzuki Grand Vitara 2023 [divulgação]
Para quem não precisa de um híbrido de verdade, ele traz ainda um motor 1.5 com sistema híbrido leve que substitui o alternador por um motor elétrico. No caso da versão híbrida de fato, o conjunto é Toyota, enquanto na híbrida leve, todo sistema vem da Suzuki. Em ambos os casos, o câmbio é CVT.

Construído sobre a mesma plataforma de seu antecessor, mas com atualizações para receber sistemas eletrificados, o novo Grand Vitara tem 4,34 m de comprimento, 1,64 m de altura, 1,79 m de largura e 2,60 m de entre-eixos. Com isso, ele está 14 cm mais longo, 3 cm mais alto, 2 cm mais largo e ganhou 10 cm de entre-eixos.

Suzuki Grand Vitara 2023 [divulgação]
Suzuki Grand Vitara 2023 [divulgação]

Lanterna de HB20

Esteticamente ele traz uma nova abordagem da linguagem visual da Suzuki. A dianteira tem grade frontal de tamanho generoso, separada por um friso cromado. Os faróis também são divididos, sendo a porção superior dos LEDs diurnos em três blocos. É um layout visual bem parecido com seu irmão de projeto, o Toyota Urban Cruiser Hyryder.

Na traseira, lanternas conectadas chamam atenção. Elas contam com três pontos de LED tal qual os faróis. Contudo, a luz de seta e ré fica no para-choque – uma solução parecida com a do novo Hyundai HB20 no Brasil. No caso do Suzuki, em posição ainda mais perigosa por ficar bem no canto e em relevo.

Suzuki Grand Vitara 2023 [divulgação]
Suzuki Grand Vitara 2023 [divulgação]
A cabine ganhou sofisticação, com uma larga faixa de couro no painel e também no console. A central multimídia flutuante fica em destaque por conta dos frisos cinza que nascem da base do console central. Volante esportivo e painel parcialmente digital marcam a nova fase do Suzuki Grand Vitara.

>>Suzuki agora só vende Jimny no Brasil: Vitara e S-Cross morreram

>>Toyota Urban Cruiser Hyryder ainda não é o SUV para o Brasil

>>Novo Toyota Crown é uma espécie de Logan CVT de luxo

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva