Destaque Novidades

Volvo e Geely: uma década de parceria

Renovação de portfólio e alta nas vendas são frutos desses dez anos de aliança
Volvo terá frota híbrida e elétrica até 2025 (divulgação)

Produção, vendas, lançamentos e bons produtos são fortes atributos da Volvo. Isso, em partes, se deve à sua aquisição pela chinesa Geely, há dez anos, que consolidou a empresa sueca entre as marcas de luxo mais fortes do mundo – sem contar o alto investimento em segurança, tradicional na marca.

“A Volvo Cars está mais forte do que nunca”, diz Håkan Samuelsson, executivo-chefe da marca. “Com a Geely, começamos uma nova fase de sucesso que nos levou a um nível totalmente novo. Renovamos completamente nosso portfólio de produtos, estabelecemos presença global e quase dobramos nossas vendas. No futuro, continuaremos a expandir nossos negócios junto com a Geely.”

Volvo S60 (divulgação)

Desde 2014, a Volvo vem renovando completamente sua linha, com os novos XC90, XC60, XC40 e por aí vai. O diferencial, aqui, é a base na arquitetura modular de veículos SPA, desenvolvida pela fabricante, e, também, pela arquitetura modular CMA, co-desenvolvida entre a Volvo e a Geely.

E essa nova gama rendeu bons números e seis recordes consecutivos de vendas. Em 2019, pela primeira vez em seus mais de 90 anos de existência, a Volvo Cars emplacou mais de 700 mil veículos. Só no Brasil, foram quase 8.000 – crescimento de 15,8%. Além disso, tornou-se líder no segmento de veículos eletrificados com 1.100 unidades de carros híbridos.

E este é o novo desafio: liderar em eletrificação, direção autônoma e novos modelos de mobilidade. Para isso, a marca promete que, até a metade de 2025, suas vendas globais sejam de veículos totalmente elétricos e híbridos.

Veja mais:

>> Volvo XC60 R-Design: 407 cv ‘decolando’ em Interlagos

>> Volvo e Geely vão criar empresa para produção de motores

>> Volvo XC40 T5 híbrido de 262 cv é lançado no Brasil

 

Sobre o autor

Avatar

Redação

Comente

Clique aqui para comentar