Destaque Novidades

BYD D1 tem esquema exótico de portas para ser o Uber definitivo

Com motorização 100% elétrica e no transporte de passageiros, novo BYD D1 está de olho é nos motoristas de Uber
Uber
BYD D1 [divulgação]

Crescendo rapidamente no Brasil, a BYD acaba de ampliar sua linha de modelos com a chegada do D1, o carro que promete ser definitivo para motoristas de Uber, 99 e outros aplicativos. Por R$ 269.990 ele traz motorização 100% elétrica e um esquema de portas totalmente diferente do que o brasileiro está acostumado.

Do lado do motorista, o BYD D1 tem portas no mesmo layout dos carros normais, ambas paralelas e abrindo como uma porta residencial. Já do lado do passageiro, a porta traseira é deslizante eletricamente tal qual uma minivan de grande porte. Isso tudo para facilitar a entrada de passageiros, afinal, esse é o foco do modelo.

Tanto que o banco do motorista tem uma coloração diferente dos demais e há mimos para quem se senta atrás. Entre eles estão porta-copos individuais, entradas USB para carregamento de celulares e bastante espaço para as pernas. A BYD reduziu a altura do D1 me relação ao solo para 12,5 cm para facilitar a entrada de passageiros da Uber ou da 99 com mobilidade reduzida.

BYD D1 [divulgação]
BYD D1 [divulgação]

Carga rápida

Por ser 100% elétrico, ele tem assoalho plano na traseira, o que amplia ainda mais o espaço para passageiros. Para mover o BYD D1, há um motor elétrico de 130 cv e 18,3 kgfm de torque com velocidade máxima limitada a 130 km/h. Diferentemente de seus irmãos Tan e Han, que tem foco em performance, ele é voltado ao conforto.

BYD D1 [divulgação]
BYD D1 [divulgação]
As baterias de 53 kWh garantem 371 km de autonomia declarada. Mas, a BYD ressalta que em 35 minutos cerca de 80% da carga consegue ser recuperada em um carregador rápido. Ou seja, dá para rodar o dia todo como Uber ou 99 e parar para carregar rapidamente em um momento estratégico.

BYD D1 [divulgação]
BYD D1 [divulgação]
Como uma marca premium, a BYD não esqueceu de algumas regalias eletrônicas como frenagem autônoma de emergência, alerta de mudança de faixa, detecção de pedestres, central multimídia com 10,1 polegadas, ar-condicionado digital de duas zonas, chave presencial, faróis full-LED com acendimento automático, entre outros.

A BYD oferece o D1 nas versões GL e GLS com cores branco ou branco com verde. O preço começa em R$ 269.990 e ele conta com garantia de dois anos ou 100 mil km rodados. Já as baterias são garantidas por 5 anos ou meio milhão de quilômetros rodados.

>>BYD Han é o maior tapa na cara de um carro no Brasil | Avaliação

>>Fábrica da Tesla só consegue entregar carros pretos ou brancos

>>BYD supera Tesla e se torna maior marca de carros elétricos do mundo

Sobre o autor

João Brigato

8 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Não estamos falando de Brasil né?! Esse carro por esse preço só os Ubers Youtubers pra comprar e manter, pois se for um cara comum vai pagar como esse valor de 270k

    • Eu já comprei uma casa rodando nos apps, agora que meu carro já esta com quase meio milhão de km estou pensando seriamente em um eletrico, mas prefiro o kwid do que esse monstrinho ai

  • Se esse valor for em 60x de 3500 da até pra considerar se levar em conta 100 reais de combustível por dia rodando 30 dias já dá 3 conto! E claro! Como é pra motorista de app não pra exigir muito do escore tbm não…